Início / Nutrição / O papel da nutrição no reforço do sistema imunitário

O papel da nutrição no reforço do sistema imunitário

O sistema imunitário é o sistema de defesa do nosso organismo, que “limpa” e combate corpos estranhos. No caso de uma infeção é este o sistema que atua para a sua eliminação. O bom funcionamento do sistema imunitário permite que nos mantenhamos saudáveis.

Embora a informação científica neste âmbito seja escassa, é de conhecimento geral que um bom estado nutricional e uma boa hidratação contribuem para um sistema imunitário otimizado. Posto isto, é possível afirmar que quem pratica uma alimentação saudável, completa, variada e equilibrada apresenta um melhor estrado nutricional e portanto, tenha um sistema imunitário mais forte.

Para garantir o normal funcional do sistema imunitário é necessário o consumo de nutrientes, tais como:

Vitamina D

A ingestão adequada de vitamina D ajuda a manter/fortalecer a defesa do corpo contra a infecção, promovendo a imunidade inata.

Alimentos ricos em Vitamina D: Safio, Sardinha, Truta, Corvina, etc.

zumub_vitaminD3_120tabs_front

Zinco

O Zinco apresenta um efeito potenciador nas respostas imunes relacionadas à defesa. O seu impacto na infeção foi estudado e foi possível verificar que crianças e idosos apresentam alto risco de deficiência de zinco, o que está associado ao comprometimento da função imune, contribuindo para o aumento da mortalidade por infeções nessas populações.

Alimentos ricos em zinco: Ostra, Carne de Vaca, Pinhão, Soja, etc.

zumub_zinc_100tabs_front

Vitamina A

Participa na eliminação dos corpos estranhos, auxiliando assim a eficiência do sistema imunitário.

Alimentos ricos em Vitamina A: Fígado, Cenoura, Enguia, Batata-Doce, etc.

ceno

Vitamina E

A deficiência desta vitamina pode comprometer vários aspetos da resposta imune. A vitamina E quando suplementada contribui positivamente para a função imunitária.

Alimentos ricos em Vitamina E: óleo de girassol, amêndoa, avelã, azeite, etc.

zumub_vitamin_e_60softgels_front

Probióticos

Demonstrou-se que os probióticos aumentam a resistência do hospedeiro à infeção.

Os efeitos dos probióticos estão relacionados com a sua capacidade de reforçar a barreira intestinal e ajudar a manter a permeabilidade normal, competindo com microorganismos patogénicos no intestino por nutrientes.

Probióticos: Lactobacillus ( L. ), Bifidobacterium ( B. ) e Streptococcus ( S. ). Lactobacillus e Bifidobacterium.

probiotico_30_1

Boas práticas

Existem outras práticas que possuem um papel muito importante para mantermos o nosso sistema imunitário forte, como:

  • Consumir regularmente frutas e legumes;
  • Evitar o stress diário;
  • Manter uma boa hidratação;
  • Praticar de atividade física regular;
  • Ter um sono com qualidade.

Deste modo, pratique uma alimentação saudável, exercício físico regular, tome todas as precauções de higiene necessárias, evite sentir-se demasiado stressado ou ansioso para que consiga ter boas noites de sono. O seu sistema imunitário irá estar mais forte e preparado para eliminar qualquer infeção que possa surgir.

Nota: as alegações em relação às vitaminas são as permitidas pelo Serviço Nacional de Saúde

Comments

A informação contida neste artigo diz exclusivamente respeito à opinião do autor.

Acerca de Ângela Ferreira

Ângela Ferreira
Dr.ª Ângela Ferreira é nutricionista (317N). É licenciada em Ciências da Nutrição pelo Instituto Universitário de Ciências da Saúde Gandra e frequenta o mestrado em Ciências do Consumo e Nutrição na Universidade do Porto. Atualmente trabalha em Nutrição Desportiva e Clínica. O seu objetivo é participar ativamente na mudança de hábitos alimentares da população e demonstrar que a alimentação saudável pode ser algo simples e prático.

Ver também...

Ketogenic diet

Dieta cetogénica para iniciantes: o que deves saber

O mundo das dietas é bastante vasto. Existem várias opções, adaptadas a diferentes objetivos e ...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *